RCCRS
Notícias do Movimento
 
 
23
Nov
Solenidade de Cristo Rei marca um Tempo Novo para a Igreja
Solenidade de Cristo Rei marca um Tempo Novo para a Igreja

Ao contrário do calendário habitual, a Igreja Católica possui seu próprio calendário: o litúrgico. Nesse, consta que, no último domingo, 22 de novembro, marcou o início de um Tempo Novo na Igreja, sendo comemorado a festa solene de Cristo Rei.


Segundo Pe. Amilton Capaverde, pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, de Pantano Grande, diocese de Santa Cruz do Sul, nesse período concede-se indulgência plenária ao fiel que, na solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, recitar publicamente o Ato de Consagração do Gênero Humano ao mesmo Jesus Cristo Rei; em outras circunstâncias a indulgência será parcial.  Segundo o padre, neste domingo celebra-se na Igreja o último fim de semana do ano litúrgico, coroando o ano com a festa de Cristo Rei, pois na Igreja o novo ano litúrgico começa no primeiro dia do Advento. “Para dizer que tudo que nós vivemos diante deu um Rei, um Rei que é Servidor.” E acrescenta, dando-nos esperança: “Celebramos um Rei que não tem trono, o seu trono é a Cruz, Um Rei que não tem uma coroa cravejada de diamantes e pérolas preciosas, mas sim uma coroa de espinhos, um Rei que não tem um cetro de ouro, mas sim um báculo de Pastor, que dá a vida e defende a vida. Esse é nosso Rei”, frisou pe. Amilton. 


O padre descreve que o povo de Israel clamava por um Rei, pois tinha a consciência que esse Rei ia defendê-los na guerra, dando proteção e segurança. Na época, “muitos reis ao longo da história apenas se serviam de seu povo. Porém, o nosso Rei é um rei da bacia de lava pés, um Rei humilde e Servidor”, delineia e acrescenta: “Hoje na festa de Cristo Rei queremos que Ele reine na nossa vida e nossas decisões, com aquilo que o Senhor nos orienta”, destaca. Padre Amilton ressalta que a Palavra de Deus é eficaz, se realiza, tem autoridade e crédito. “É esse Rei que queremos para ser orientado por Suas palavras, e por isso pedimos que Ele venha reinar em nós e ser o Senhor da nossa vida para fazermos em tudo Sua Santa Vontade”, finalizou.


Rezemos o ato de consagração ao gênero humano para alcançarmos as indulgências plenárias desse tempo:


 


Ato de consagração do gênero humano


Dulcíssimo Jesus, Redentor do Gênero Humano, lançai sobre nós, que humildemente estamos prostrados diante do Vosso altar, os Vossos olhares. Nós somos e queremos ser vossos; e, a fim de podermos viver mais intimamente unidos a Vós, cada um de nós se consagra espontaneamente, neste dia, ao Vosso Sacratíssimo Coração. Muitos, desprezando Vossos Mandamentos, Vos renegaram. Benigníssimo Jesus, tende piedade de uns e de outros e trazei-os todos ao Vosso Sagrado Coração. Senhor, sede Rei, não somente dos fiéis que nunca de Vós se afastaram, mas também dos filhos pródigos, para que tornem o quanto antes à Casa Paterna, para não perecerem de miséria e de fome. Sede Rei dos que vivem iludidos no erro, os separados de Vós pela discórdia; trazei-os ao porto da Verdade e à unidade da Fé, a fim de que em breve haja um só rebanho e um só Pastor. Sede Rei de todos aqueles que estão ainda sepultos nas trevas da idolatria e do Islamismo, e não recuseis conduzi-los, todos, à luz e ao Reino de Deus. Volvei, enfim, um olhar de misericórdia aos filhos do que foi outrora Vosso povo escolhido; desça, também sobre eles, num Batismo de redenção e de vida, aquele Sangue que um dia invocaram sobre si. Senhor, conservai incólume a Vossa Igreja e dai-lhe uma liberdade segura e sem peias; concedei ordem e paz a todos os povos; fazei que, d’um polo a outro do mundo, ressoe uma só voz: Louvado Seja o Coração Divino que nos trouxe a salvação, honra e glória a Ele por todos os séculos. Assim seja.


Fonte: Daiana Vieira Lopes

Compartilhe está Notícia
Indique a um amigo
 
 

Copyright © 2014 Renovação Carismática Católica - Rio Grande do Sul.
Todos os direitos reservados.